Já ouviu falar no CETA?



De acordo com a plataforma «Não ao tratado transatlântico» o acordo CETA virá trazer-nos piores condições de soberania alimentar, protecção ambiental, entre outros:

Muitos de nós, portugueses, ainda não sabemos o que é o CETA. Por favor, imprima a revista e ajude a levantar-nos enquanto portugueses e cidadãos do mundo.

tinyurl.com/revista-ceta

É urgente pressionar o governo a não assinar o CETA, através de debates públicos e cartas dirigidas directamente aos deputados.

(...)

4. Ameaçam a segurança alimentar.Através da harmonização ou do reconhecimento mútuo dos regulamentos alimentares, os padrões europeus serão nivelados pelos americanos, desaparecendo o princípio da precaução na aprovação de novas substâncias. As restrições europeias sobre OGMs, pesticidas, produtos tóxicos, carne com hormonas, entre outros, serão removidas. Aumentará a concessão de patentes de variedades utilizadas normalmente na alimentação e a variedade de sementes livres será cada vez mais reduzida, impossibilitando a agricultura familiar.

5. Ameaçam o ambiente.A harmonização dos regulamentos baixará os níveis de protecção ambiental permitindo, por exemplo, o fracking na UE. Devido ao ISDS/ICS os recursos naturais deixarão de ser protegidos face aos interesses de maximização de lucros empresariais. Será impossível, por exemplo, ter políticas públicas que deixem os combustíveis fósseis no subsolo. Pelas mesmas razões a poluição deixa de poder ser limitada pelo estado, mesmo que tenha consequências graves quer para a saúde humana quer para o equilíbrio ecológico. (...)

--------------------------------------------------------------------------------

Excerto do Manifesto da Plataforma contra o TTIP e CETA

AS NOSSAS EXIGÊNCIAS E OBJETIVOS COMUNS

Em conjunto com os demais cidadãos de ambos os lados do atlântico, exigimos que qualquer acordo de comércio, agora ou no futuro, se realize através de um processo de negociação transparente capaz de fortalecer as instituições democráticas das partes envolvidas,

1: Comprehensive Economic and Trade Agreement

2: Transatlantic Trade and Investment Partnership que respeite os princípios nas áreas dos direitos humanos, soberania alimentar e desenvolvimento sustentado e

não proponha ISDS3/ICS4/MIC5, Conselho de Cooperação (ou estrutura similar) nem mercadorização de serviços públicos ou de bens naturais comuns. Os interesses das pessoas e do planeta têm de se sobrepor, de forma inquestionável, aos interesses dos grandes grupos económico-financeiros.

Defendemos um comércio internacional justo. Apoie a Plataforma Não ao Tratado Transatlântico! O sucesso desta causa, o sucesso do comércio justo depende de todos nós. Seja também um/a voluntário/a da Plataforma Não ao Tratado Transatlântico!

Saiba como no nosso website: nao-ao-ttip.pt

Contacte-nos em info@nao-ao-ttip.pt

Participe nas nossas reuniões abertas!

Ajude-nos a salvar o que resta de autenticidade em Portugal - Imprima a revista e espalhe

Pelos nossos filhos e filhos dos nossos filhos ...

Muito Obrigada

#cidadania

5 views
list.png