Sociedade de consumo de emoções…


28/7

Sociedade de consumo de emoções…


Creio que um ser «desperto» é aquele que não se deixa guiar pelas ilusões e caprichos dos seus cinco sentidos. Não deduzo daí que toda e qualquer emoção esteja necessariamente armadilhada. De facto, digo-te que a maioria dos indivíduos normalizados, de certo modo adormecidos e mesmo anestesiados, funciona unicamente sobre um circuito fechado que implica a satisfação das necessidades elementares, sustentadas pelos poderes mediáticos. A sociedade de consumo é também uma sociedade de consumo de emoções e sensações grosseiras, tais como as ilustradas pelos «reality shows» da televisão. É um método maravilhoso para nivelar os níveis de consciência dos indivíduos de uma sociedade e sobretudo para os impedir de fazer progredir a sua consciência.










In O Homem entre o Ceú e a Terra de Etienne Guillé - Editora Dinalivro ou Editora Esfera Dourada

#Biblioterapia

list.png