O Exercício da Criatividade



26/7/

Vemos melhor a ambiguidade da dupla decepção dos indivíduos interessados pela busca espiritual: a abordagem científica deixa-os sedentos de explicações coerentes e ao mesmo tempo eles contentam-se em aplica-la estritamente nos domínios ditos parapsicológicos, onde manifestamente seria necessário inovar. A civilização pós-industrial e o cientismo daí decorrente colocaram questões que permaneceram sem resposta. (…)

As grandes descobertas sobre a estrutura do átomo ou a elucidação parcial do património genético suscitaram esperanças tais que a vigilância ética enfraqueceu paralelamente. A descoberta de novas tecnologias que daí resultou deveria ter libertado o homem das suas necessidades materiais elementares e torna-lo disponível para se consagrar à exploração das suas potencialidades ocultas e ao exercício da sua criatividade. Ora, sabes que não foi nada disso que aconteceu: as aplicações práticas contentaram-se em desenvolver novas necessidades cada vez mais sofisticadas, cujo carácter artificial só tem equivalência no absurdo do desenvolvimento económico produzir > consumir > morrer no qual se baseia.

In O Homem entre o Ceú e a Terra de Etienne Guillé - Editora Dinalivro

#Biblioterapia

list.png