ESPIRAL: Há 40 anos a criar o futuro

 

 

As características da ESPIRAL

 

A Espiral tem-se mantido sempre independente de qualquer tipo de movimento ou grupo alternativo, ecológico, filosófico, religioso ou esotérico. As suas actividades procuraram sempre dar voz a todas as tendências e a incentivar atitudes, práticas e perspectivas que, de algum modo, resistissem à normalização ou globalização culturais e ao pensamento único e que, face a estes, representassem uma evolução, um progresso ou uma alternativa. Conseguiu assim ser um local aberto, de debate e esclarecimento sobre e entre todas essas perspectivas, criando um novo conceito e constituindo-se, assim, numa referência incontornável.

 

 

Áreas de actividade da ESPIRAL

 

Ao longo destes 40 anos a lutar por um mundo mais natural e contribuindo para criar um futuro sustentável para o homem, a natureza e o planeta, a Espiral sempre teve como objectivos a inovação e estar na vanguarda, tendo desenvolvido várias áreas de actividade que actualmente se podem concretizar em três grandes grupos, cada um com diversas vertentes:

 

 

1. Área de desenvolvimento da consciência alimentar:

 

  a)  Realçar e demonstrar a importância do regime alimentar na saúde individual e pública, assim como numa melhor repercussão no meio ambiente (incremento da agricultura biológica e diminuição na pecuária industrial).

  b)  Proporcionar experiências alimentares alternativas, disponibilizando diversas dietas de alimentação mais natural.

  c)   Divulgar e proporcionar educação nutricional, dietética e gastronó-mica nas diversas abordagens da alimentação natural e biológica.

  d) Editar e divulgar fichas temáticas sobre alimentação natural, biológica e suplementação alimentar.

 

 e) Realçar e divulgar as recomendações de organismos oficiais sobre boas práticas alimentares no sentido de uma dieta mais saudável e natural.

 

 

2. Área de divulgação, formação, educação e cultura:

 

  a)  Serviço de livraria com áreas de biblioteca, clube de leitura, música e artesanato.

  b)  Actividades editoriais diversas.

  c)   Divulgação de outras filosofias, culturas e espiritualidades, promovendo o seu conhecimento, estudo, validade e importância, como contri-buto para a conservação da diversidade e riqueza cultural da humanidade.

  d)  Exposições de pintura, fotografia e outras artes.

  e)  Promoção e divulgação ao vivo de música, dança, poesia, teatro e outras actividades culturais e recreativas.

  f)   Criação de palestras, tertúlias, cursos, workshops e eventos culturais e recreativos.

  g)  Promoção da defesa do património, do anbiente, da natureza e dos animais.

  h)  Divulgação das novas dinâmicas sociais e da economia solidária.

 

 

3. Área de educação e prevenção numa saúde de abordagem holística:

 

  a)  Promoção de uma medicina baseada na prevenção, no uso de meios de cura menos invasivos, sem efeitos secundários e com uma abordagem holística do paciente.

  b)  Divulgação de terapias, medicinas e psicoterapias alternativas.

  c)   Formação e educação na utilização do alimento, do suplemento alimentar, de novos estilos de vida e de práticas e terapias naturais como meios de prevenção e de cura na saúde.

  d)  Divulgação de actividades físicas alternativas, com efeitos sobre o corpo e a mente e características preventivas e terapêuticas sobre a saúde físi-ca e mental.

  e) Editar e divulgar fichas temáticas sobre saúde natural.

list.png